Festival Maré em Cena

No dia 16 de outubro aconteceu, no espaço da Ação Comunitária do Brasil, na Vila do João, O Festival Maré em Cena. É a quarta edição do evento, que apresenta ao público mareense cenas clássicas do teatro brasileiro e internacional, montadas por jovens atores e atrizes da Maré, integrantes do projeto Entre Lugares Maré, e outros jovens de fora do projeto.

Mostra de Filmes Imagens e Complexos

A Mostra de Filmes Imagens e Complexos surge da necessidade de expandir o espaço de exibição e de reflexão das produções audiovisuais realizadas por moradores de favelas, com a finalidade de democratizar e discutir a linguagem e a estética do cinema brasileiro a partir de 30 (trinta) obras que serão exibidas durante 4 (quatro) dias consecutivos na Mostra – que receberá inscrições até o dia 31 de agosto de 2016 por meio do formulário de inscrição (https://goo.gl/49T85i).

Por uma vida não “pacificada”

Queria contar um pouco dessa história, em que sonhamos com utopias, e vivemos barbárie. Há entre a nossa sociedade, uma dificuldade em entender essas duas palavras, “utopia” e “barbárie”, ou pelo menos suas diferenças. Explorá-las e entendê-las é um trabalho árduo, e merece um olhar cuidadoso para achar o porquê de nossos sonhos serem encarados como utopias.

Trupe teatral idealiza apresentação cultural sobre moradores do Morro da Providência

Ser ator de sua própria história e discurso. Esse é um dos grandes obstáculos das pessoas que vivem nas comunidades espalhadas por todo Brasil, pois geralmente são retratadas pelo olhar do outro, de fora do seu meio. E entendendo que a cultura é o melhor caminho para iniciar um diálogo, a Colombina Produções idealizou o Bando Teatro Favela que está em cartaz este mês com a peça “Entre Becos e Vielas”, na qual o personagem é seu povo e o cenário é a própria favela: o Morro da Providência, o primeiro do Rio de Janeiro. As apresentações serão aos sábados, entre os dias 11 de junho e 30 de julho, a partir das 16h30min, no Largo do Cruzeiro.

Curso de jornalismo comunitário formou novos comunicadores

A comunicação comunitária e popular tem ganhado força na sua atuação política. Muitos veículos estão começando a atuar de forma conjunta, já que a criminalização só aumenta. O objetivo é garantir sua existência, sem perder seus valores e a visão crítica de mundo. A proposta de ensinar comunicação comunitária através do Jornal O Cidadão recebeu reconhecimento da Secretaria Municipal de Cultura, que visa à descentralização territorial das iniciativas de fomento à cultura no município do Rio de Janeiro, atuando nas áreas das Zonas Norte e Oeste.

Luta pela Paz qualifica e ajuda mareenses a encontrar emprego

A ONG Luta pela Paz existe na Maré há quase 16 anos, e muita gente a conhece pelas atividades de esporte que oferece – boxe e artes marciais -, mas o que nem todo mundo sabe é que eles ajudam muita gente nas favelas a se qualificar profissionalmente e conseguir emprego. Com diferentes etapas e modos de atuação, muita gente se beneficia e entende mais do mundo do trabalho.

Museu da Rocinha realiza ação sonora-visual na praça

Na sexta-feira, 10 de junho, o Museu Sankofa História e Memória da Rocinha realizou uma ação sobre paisagens culturais e memórias da favela em parceria com o Instituto Moreira Salles na Praça da Rua 4. A atividade ocorreu no final da tarde, hora de rush, chamando atenção dos moradores que chegavam do trabalho, crianças e adolescentes que iam ou voltavam da escola. Quem não podia parar e assistir o curta “Memória Rocinha”, não deixava de esticar o pescoço para a tela de televisão exposta em cima de um carro, com quatro caixas de som, tentando acompanhar o que estava acontecendo. Além do vídeo, circularam áudios com depoimentos de moradores e vários monóculos com fotos antigas de Marc Ferrez e Augusto Malta e fotos recentes da Rocinha.