Cultura não é para todos

Acesso à cultura está muito distante da realidade de professores e alunos no país

Notícias
Cultura não é para todos
Cultura não é para todos – Foto: Eliano Felix

Levantamento encomendado pelo Ministério da Cultura e realizado em parceria com a Casa da Arte de Educar ouviu professores em todas as regiões brasileiras

Assessoria: Casa da Arte de Educar

Uma pesquisa-ação inédita realizada pelo Ministério da Cultura (MinC) e pela organização social Casa da Arte de Educar  apontou que professores brasileiros têm muita dificuldade no diálogo com demais instituições educativas  – como museus e bibliotecas – e muitas vezes entendem cultura como sinônimo de “cultura letrada” aquela explicitada somente nos livros.  O levantamento também revelou que escolas e demais equipamentos culturais precisam de apoio técnico e financeiro para se tornarem um sistema de educação ampliado como discute e planeja o Ministério.

O MinC realizou diversos encontros em todas as regiões brasileiras no ano passado, chamados de pesquisa-ação, que fazem parte do projeto nacional Um Plano Articulado para Cultura e Educação, que prevê a elaboração de uma nova política pública que faça da escola um grande espaço de produção e circulação da cultura brasileira, com acesso aos bens culturais e respeito à diversidade.

“As escutas revelaram que são muitas as iniciativas de parcerias entre escolas e equipamentos culturais no país, no entanto, estas iniciativas são instáveis e necessitam de investimentos técnicos e financeiros para se efetivarem como parceiros reais para as escolas. É preciso investir em canais constantes entre educação e cultura”, destaca Sueli de Lima, pesquisadora da Faculdade de Educação da USP e coordenadora da pesquisa.

Os encontros reuniram, além de professores, representantes de museus, bibliotecas, pontos de cultura, educadores, estudantes, artistas e lideranças comunitárias para debater as dificuldades e apresentar propostas de articulação entre Cultura e Educação. No total foram ouvidos 1.664  atores, em 165 municípios e 26 estados.

“Plano Articulado para Cultura e Educação” é uma das iniciativas previstas no Acordo de Cooperação Técnica assinado entre o MinC e o MEC, em dezembro de 2011. Este acordo apresenta um orçamento total estimado em R$ 80 milhões para a realização de diversas ações entre as duas pastas.

Leia mais:  Consulta pública

 A íntegra da pesquisa pode ser consultada no site da Casa da Arte de Educar, no link http://www.artedeeducar.org.br/blog/2013/09/30/relatorio-2013-pesquisa-acao-um-plano-articulado-para-cultura-e-educacao/

Comentários

Deixe uma resposta