Se reconhecendo como parte da favela

Geral, Notícias
Foto: Monique Ribeiro
Foto: Monique Ribeiro

Thaís Cavalcante

O interesse popular em mostrar, criar, auxiliar e mudar a sociedade visa melhorar a qualidade de vida por meio de contribuições voluntárias, quando o assunto é Projeto Social. Um grande exemplo disso é o Wikimapa, criado pela Rede Jovem no intuito de colaborar com a mudança territorial e social de favelas do Rio de Janeiro e São Paulo. A partir de sua existência e funcionamento, o morador que recebeu o serviço reencontrou sua identidade que, tinha se perdido no meio de tanta luta, conquista e dificuldade, nas ruas, becos e vielas de sua comunidade.

O pertencimento e o poder de mudar a própria realidade se dá quando há meios de fazê-lo. Participar de uma forma transformadora nesse mundo capitalista é algo comum, a partir do momento que, especificamente o morador de favela se identifica com o Projeto apresentado e encontra formas de auxiliar, apoiando suas ideias para futuras conquistas.

Grandes empresas privadas ao redor do mundo não se importam em dar existência e visibilidade a locais históricos que, são mais conhecidos por sua violência e carência econômica, do que pelo papel de mudar a sociedade através. Porém a partir do funcionamento do mapeamento colaborativo do Projeto da Rede Jovem, a oportunidade da favela ser conhecida e reconhecida como território legítimo, por moradores que vivem há 30, 50 anos ou mais e, sonhavam com esse tipo de mudança, aconteceu.

Quando é dado a atenção devida para cada favela, seja por necessidade, idealização, realização, parceria ou apoio, os resultados se direcionam para acontecer de uma forma surpreendente. Está sendo assim, com o novo site institucional do Projeto que irá funcionar continuamente para mais melhorias sociais e morais, principalmente com a ajuda cada morador que aprendeu e amadureceu ao passar pelo Wikimapa.

Conheça o Projeto: www.wikimapa.org.br

Comentários

Deixe uma resposta